História

* A Inter foi fundada em 1908 quando membros do Milan CFC – que precedeu o AC Milan – criaram o seu próprio clube. O nome é uma referência à sua ambição assumida de receber jogadores de todas as nacionalidades. Na época 1909/10 o Inter conquistou o seu primeiro "scudetto".

Giuseppe Meazza

O seu nome mudou (durante pouco tempo denominou-se AS Ambrosiana, depois AS Ambrosiania-Inter) tal como as cores do clube (de branco, entre 1928 e 1946), mas o sucesso prosseguiu com a média de um título por década. Uma equipa da Inter construída em redor de Giuseppe Meazza venceu a Serie A pela primeira vez em 1938/39, e o clube somou campeonatos consecutivos em 1952/53 e 1953/54.

Angelo Moratti

A chegada de Angelo Moratti à presidência, em 1955, apressou o período dourado do clube: La Grande Inter. Sob a direção de Moratti, o treinador Helenio Herrera adotou o catenaccio, e a sua equipa disciplinada venceu o scudetto em 1963, 1965 e 1966. E ainda venceu duas Copas Europeias, em 1964 e 1965, sendo vice em 1967. Entre as temporadas de 1961/62 e a de 1970/71, a Inter esteve sempre entre os dois primeiros colocados na Serie A.

Andreas Brehme e Lothar Matthäus

Durante a década de 70 e 80, a Inter conquistou apenas 3 scudettos e o catenaccio já não estava dando resultado, por isso procurou a Inter inspiração germânica. Seguindo os caminhos de Karl-Heinz Rummenigge, chegaram ao clube Andreas Brehme, Lothar Matthäus e Jürgen Klinsmann. Treinados por Giovanni Trapattoni, os nerazzurri alcançaram o 13º scudetto da sua história em 1989. Pelo caminho, quebraram dois recordes: somaram 58 pontos em 68 possíveis, vencendo 26 de 34 jogos, o que lhes valeu o apelido de Inter dei Record.

Em 1991 a Inter venceu a AS Roma por 2-1, na final da Copa UEFA, gravando novamente o seu nome no troféu novamente em 1994 e 1998. Mas o sucesso na Serie A continuou longe, até que um escândalo de resultados combinados acabou por atribuir o título a equipa em 2005/06, apesar de ter terminado a competição em terceiro lugar.

José Mourinho

Esse acabou por ser o primeiro de cinco campeonatos consecutivos, com os dois últimos, sob o comando de José Mourinho, a coincidir com a conquista da UEFA Champions League, graças a um triunfo por 2-0 ante o FC Bayern München, na final em Madrid. Foi o derradeiro encontro de Mourinho no comando da Inter. Embora o técnico português tenha saído clube em 2010, a Inter continuou na senda do sucesso, tendo batido (3-0) o TP Mazembe na final do Mundial de Clubes, em Dezembro de 2010.

Registos do clube

Mais jogos: Giuseppe Bergomi (758)
Mais gols: Giuseppe Meazza (288)
Maior goleada: Inter 16-0 Vicenza Calcio (Serie A, 10 de Janeiro de 1915)
Maior goleada sofrida: Juventus 9-1 Inter (Serie A, 10 de Junho de 1961)




Títulos


Nacionais

Campeonato Italiano Série A (18): 1909–10, 1919–20, 1929–30, 1937–38, 1939–40, 1952–53, 1953–54, 1962–63, 1964–65, 1965–66, 1970–71, 1979–80, 1988–89, 2005–06, 2006–07, 2007–08, 2008–09, 2009–10.
Copa da Itália (7): 1938–39, 1977–78, 1981–82, 2004–05, 2005–06, 2009–10, 2010–11.
Supercopa Italiana (5): 1989, 2005, 2006, 2008, 2010.

Europeus

Copa Europeia/Liga dos Campeões (3): 1963–64, 1964–65, 2009–10.
Copa da UEFA (3): 1990–91, 1993–94, 1997–98.

Internacionais

Mundial Interclubes (2): 1964, 1965.
Copa do Mundo de Clubes da FIFA (1): 2010


Estádio


O Estádio San Siro foi construído entre 1º de Agosto de 1925 e 15 de Setembro de 1926.


Em pouco mais de uma ano, a estrutura capaz de conter 35 mil espectadores, fora erguida. Custou cerca de cinco milhões de Lira italiana (na época, a moeda era de grande valor), valor esse que, fora financiado pelo então presidente do Milan, Piero Pirelli. E na primeira partida no estádio, ocorreu o famoso Derby della Madonnina, no em 19 de Setembro de 1926, o placar fora: Inter 6-3 Milan.


Em 1935, o AC Milan, então proprietário do estádio, vendeu o mesmo para o Governo Locas, que ampliou sua capacidade para comportar 60 mil espectadores. A iluminação para jogos à noite foi instalada em 1957 e, o placar eletrônico na década de 60.

Em 1980, o estádio San Siro, que recebera esse nome em razão de sua localização, no bairro de Milão, San Siro, foi nomeado para Giuseppe, um dos maiores jogadores que aAzzurra já teve e, ídolo na Internazionale. E, em 1990, com a adição do terceiro andar no estádio para a Copa do Mundo de 90, ficou com a capacidade para comportar cerca de 80 mil espectadores e, com a moderna cobertura em todo o estádio.


Divisão do Estádio

Cada um dos três andares é dividido em quatro cores nas quatro zonas do estádio (Norte, Sul, Leste e Oeste) entre: laranja e vermelho para as zonas retangulares e, verde e azul para as zonas das curvas. A única exceção é no terceiro andar, onde não existe a zona laranja.


Informações Técnicas

- Capacidade: 80.065 espectadores
- Tamanho do gramado: 105 x 68 metros
- Placares eletrônicos: 2
- A vala separa o campo da arquibancada
- O gramado tem instalações de aquecimento subterrâneo
- Existe um estacionamento subterrâneo
 para os jogadores e árbitros


*Créditos: Texto do site da UEFA – Editado por Arthur Barcelos